A UFES está entre as instituições selecionadas pela CAPES para receber apoio financeiro para a operacionalização de seu Plano Institucional de Internacionalização

A CAPES anunciou nesta segunda-feira (01/1O) o resultado final do processo de seleção de Instituições de Ensino Superior (IES) para o Programa Institucional de Internacionalização (PrInt). Os recursos de 2018 serão destinados a 36 Instituições de Ensino Superior (IES) que participaram do processo de seleção, iniciado em 2017. Os projetos escolhidos serão iniciados em novembro, com um prazo de duração de 4 anos. 

A UFES está entre as 35 Instituições de Ensino Superior selecionadas no PrInt. Os recursos de aproximadamente 8,5 milhões de reais serão principalmente utilizados para vinda de pesquisadores estrangeiros para a Instituição (internacionalização ativa), mas também envolvem auxílio para missões de trabalho no exterior, recursos para manutenção de projetos, bolsas no exterior (Doutorado Sanduíche, Professor Visitante Júnior e Sênior e Capacitação em cursos de curta duração) e bolsas no Brasil (Professor Visitante e Pós-Doutorado).

Concebido para desenvolver e implementar a internacionalização das áreas de conhecimento escolhidas pelas instituições selecionadas, o PrInt pretende ainda estimular a formação de redes de pesquisas internacionais. Com essa iniciativa, a CAPES pretende ampliar as ações de apoio à internacionalização na pós-graduação e o consequente aprimoramento da qualidade da produção acadêmica oriunda deste segmento da educação. A mobilidade de professores e alunos, também está prevista no escopo de Programa, incentivando a transformação das instituições participantes em um ambiente internacional.

Entre as exigências para a participação no Programa está a de que as instituições tenham, no mínimo, quatro programas de pós-graduação recomendados pela CAPES na última Avaliação Quadrienal e, pelo menos, dois cursos de doutorado. Para atender aos pré-requisitos do edital, a instituição concorrente precisou definir temas estratégicos a serem apoiados e mostrar, por meio de políticas e ações inovadoras, como iria ganhar maior protagonismo internacional nos próximos anos. A instituição deveria definir as suas metas para melhoria da qualidade da pós-graduação, com parcerias estratégicas e contrapartidas bem definidas, prevendo o fortalecimento de grupos de pesquisa em colaboração internacional.

Processo de seleção

Cada IES interessada apresentou o seu plano de internacionalização da pós-graduação, para inscrição no PrInt. Estas propostas foram submetidas, durante o mês de julho, às análises de especialistas nacionais e internacionais. Em agosto, foram divulgados os resultados preliminares, com prazo para recursos. 

A análise de mérito envolveu um diagnóstico institucional, capacidade técnica do grupo gestor, coerência e viabilidade da proposta – bem como seu caráter inovador –, além da sua relevância, considerando o impacto sobre a instituição. O resultado baseou-se não apenas na qualidade da instituição proponente, mas também na habilidade para escolher as áreas e parcerias estratégicas de acordo com a vocação da IES.

Além disso, o uso de estratégias inovadoras para internacionalização e a capacidade da instituição atender as metas definidas, baseada nos dados disponíveis na proposta e utilizando plataformas de dados nacionais e internacionais, também contaram para avaliação. O acompanhamento e monitoramento dos projetos será feito por um comitê de especialistas nacionais e internacionais, considerando as metas propostas pelas próprias instituições.

Para saber mais sobre o CAPES PrInt e acompanhar a divulgação dos resultados, acesse o link.

Tags: 
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910